Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O serviço de transporte adaptado, fruto da parceria entre a Câmara Municipal de Cascais e as cinco Associações de bombeiros do concelho, volta a ser reforçado, este ano. Através de um protocolo assinado esta terça-feira, 16 de junho, entre as entidades envolvidas – e com um investimento da autarquia no valor de 251 mil euros – este serviço municipal assegura a mobilidade a cerca de 200 munícipes com deficiência, mobilidade condicionada ou baixa autonomia.

Criado em 1991 pela Câmara Municipal de Cascais (CMC), o serviço municipal de transporte adaptado destina-se a residentes no concelho com deficiência motora ou que se encontrem dependentes na mobilidade. De forma a auxiliar os munícipes, a Câmara Municipal de Cascais e as Associações de Bombeiros do concelho garantem, mais um ano, a continuidade deste serviço, como forma de inclusão social, com um investimento em 251 mil euros.
Desta forma os munícipes têm acesso a deslocações gratuitas para a escola, centro de formação ou local de trabalho e regresso. Está também incluído neste serviço o transporte para locais onde decorram atividades terapêutico–desportivas, de lazer e instrumentais e ainda serviços pontuais de saúde ou deslocação a serviços como a Segurança Social.
Ajustando-se às várias dimensões da vida social e profissional, o transporte adaptado constitui um meio para a realização pessoal, tornando mais fácil a conciliação entre a vida familiar e profissional dos agregados familiares com pessoas dependentes na mobilidade. Para Luís Carlos Alves, recente utilizador deste serviço, esta foi a única forma de conseguir regressar à vida profissional.”Por agravamento do meu estado de saúde fiquei dependente da cadeira de rodas e muito tempo sem conseguir sair de casa. Esta foi a única forma que tive de voltar ao trabalho, melhorando a minha vida familiar e voltar à minha vida normal deixando para trás outros problemas” garante.
Em 2014, foi garantido regularmente o transporte de 87 munícipes, sendo que 103 pedidos foram pontuais (49 realizaram-se dentro do concelho e 54 fora do mesmo).
Para Frederico Pinho de Almeida, vereador da ação social da CMC, este serviço vem assim responder às necessidades que os cidadãos com dificuldades sentem em deslocações diárias. “É desta forma que garantimos a estes munícipes os mesmo direitos que os outros e que garantimos a inclusão social e bem-estar das pessoas.”
in www.cascais.pt
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.